Todo comportamento é um pedido ou um ato de amor

Atualizado: 15 de Out de 2019




Ela mora com a filha, há mais de 20 anos. Com divórcio recente, o pai saiu de casa, e mãe depois de um período deprimida, decidiu viver. Agora tem um namorado, sai com os amigos, trabalha, dança, faz academia, Ioga, toma cerveja e tudo o que ainda não tinha feito nos últimos anos.

A filha começou a perceber as mudanças e no começo, até gostou. A mãe não está mais disponível 24 horas, para fazer o almoço, limpar a casa, lavar a roupa, fazer as compras e servir a filha. No pacote mudança, foi incluído não ser mais a empregada da filha.


A filha foi lavar a roupa e não tinha sabão, ela ligou pra mãe reclamando com um tom de indignação, a mãe estava no trabalho e num um pouco disposta a discutir, visualizou, não leu e ignorou.


Chegando em casa elas tiveram que se olhar. A discussão aconteceu, as duas ficaram chateadas, e agora fazem parte dos planos de ambas, mudar de casa. A mãe magoada e triste questiona o comportamento da filha, e acaba expondo o quanto elas se afastaram.


A raiva, as discussões, a agressividade acontecem quando as coisas não andam muito bem. E o sujeito perdido, confuso pede atenção da pior maneira possível. O grau de maturidade dos pais é essencial para que aja o movimento de se reaproximar dos filhos. Um almoço, um passeio, ou mesmo uma ida ao supermercado para comprar o sabão que faltou, podem dar espaço para ótimas conversas sobre a vida. Vínculos são construídos diariamente. E lembre-se todo comportamento é um ato ou um pedido de amor, você só precisa estar atento para identificar o momento de cada um. Cuide-se


127 visualizações1 comentário

Sônia Portes Psicóloga e escritora da Coleção - O Mundo de Tina